Minhas verdades sobre morar junto

4.4.17

Olá, antenadas!

Ontem eu postei esse vídeo aqui (clique para ver) no canal em que eu falei sobre morar junto com meu namorado, muitas pessoas não sabem nem ao menos que namoro, já que não é algo muito exposto por mim, pra ser sincera, comecei a expor isso em minhas redes sociais e aqui no canal há algumas semanas, acontece que algumas pessoas que assistiram ao vídeo, vieram em meu privado comentar esse fato do não saber sobre. 
Eu namoro há 6 anos e moramos juntos há quase um ano, só eu e ele, pois antes disso moramos juntos na casa dos pais dele, saímos para termos nosso espaço, já que lá dividíamos quarto com os irmãos. Tomar tal decisão é um passo grande e muito importante, por mais que a gente conheça um ao outro e que tenhamos um relacionamento longo e tranquilo (na maioria das vezes) morar junto requer responsabilidades que antes não tínhamos, é aquele ditado "quer conhecer a pessoa, more junto" e é exatamente assim! Conhecemos ainda mais a intimidade um do outro como nunca e gostaria de falar  algumas verdades sobre essa minha nova fase que iniciou há quase um ano. 
1- Morar junto requer uma intimidade conjunta mas não elimina a intimidade individual. 
Quando moramos com outro alguém nós dividimos uma intimidade, temos uma casa nossa, podemos andar pelados se quisermos, podemos usar o banheiro com a porta aberta, tomarmos banho juntos, assistirmos as mesmas coisas... Mas ninguém aguenta ser 2 por 24 horas, nossa intimidade precisa ser preservada, tem horas que precisamos ficar sozinhos, bater um papo nos grupos de amigos do whats, compartilhar aquelas fotos que só nós e nossos amigos podem ver, tomar um banho mais longo e pensar na vida com a porta bem trancada, ouvir nossa música preferida sem precisar dar atenção ao outro... Se não existir um espaço individual para ambas as partes, talvez ambos enlouqueçam. 
2- Aceite as qualidades e não imponha sua verdade aos defeitos 
Aqui em casa eu sou a bagunceira e ele o organizado (já foi mais, talvez a convivência o estragou) e as vezes entramos em conflito por isso, mas nada que não se resolva depois com um bom seriado e um chocolate. Mas, a verdade aqui não tá em aceitar os defeitos do outro, mas não impor a sua verdade ao outro, se você acha que precisa arrumar a cama ao acordar e o seu parceiro não, que tal entrarem em um acordo ao invés de brigar? E se for a vez do seu parceiro lavar os pratos e ele decidir que só vai lavar horas depois? Talvez você devesse apenas esperar. Antes de ser um casal você já tinha uma vida, cada um adquiri manias, qualidades, defeitos que, em uma vida a dois, precisam ser conversados, jamais ignorados ou aceitados, lembrem sempre disso, conversados! Não somos obrigados a nada.
3- Não existe você faz e eu descanso (ao menos aqui em casa)
Ele trabalha fora, eu trabalho mais em casa do que fora, digamos que se for considerar os afazeres de casa, eu teria uma jornada tripla (será?). Mas quando se divide espaço com alguém, ambos usam esse espaço, correto? Ambos suja pratos, ambos sujam o banheiro, ambos comem... Não existe motivos para que apenas um cuide da manutenção da casam, isso é bem simples de entender, certo? Claro, não custa nada assumir tudo no dia que um chegou mais cansado que o outro, isso sechama carinho, cuidado, mas a casa sempre será respomsabilidade dos dois. Sem mais
4- O pior momento é quando brigamos
Antes, uma briga era esquecida após uma noite de sono, cada um na sua casa, na sua cama, no quarto decorado e arrumado como bem entendesse, quando moramos juntos não temos pra onde correr, ou se acerta, ou se atura! Não brigamos muito, mas quando brigamos vem à tona um acúmulo de coisas e acaba pesando o clima e confesso que várias vezes desejei meu antigo quarto e aquela certeza de que eu não era obrigada a ficar, é difícil querer ficar só mas ter a certeza de que não estar, nessas horas, mais do que nunca, o espaço um do outro precisa ser respeitado.
5- Não pode existir orgulho 
Essa verdade é algo que preciso ler mais algumas vezes para fixar na cabeça, confesso que sou o lado que menos cede na maioria das vezes, eu cedi em várias outras coisas que jamais cederia por outra pessoa, mas meu orgulho ainda me fere bastante quando brigamos, mas é algo que precisa ser trabalhado quando se divide um espaço, pois como falei acima, não tem pra onde correr. 
6- Mesmo sozinha, você não se sentirá sozinha 
Isso é muito bom! Temos uma casa nossa, tem nosso cheiro espalhado, nossas coisas, nossas digitais e várias lembranças! Nos dias em que ele fica fora, sinto como se estivesse aqui, quando vejo uma camisa jogada ou sinto o cheiro ou quando chega a mensagem de boa noite, é bom dividir tudo com alguém, apesar das dificuldades, a parte boa sempre será melhor. 

2 comentários:

  1. AI tava precisando ler esse texto! Tô entrando nessa fase de morar junto no próximo mês e com um milhão de receios! Obrigada Karly *-*

    ResponderExcluir

Gostou?
Deixe aqui sua opinião, é muito importante pra mim receber esse feedback <3
Mas lembre-se, ofensas nunca são bem vindas, seja legal, o bem sempre volta.