Quero sair de casa!

2.8.13

Olá, meninas!
É difícil encontrar alguém que nunca tenha pensado em morar sozinha, não é? Eu sempre quis e era inocente achando que seria a oitava maravilha do mundo, mas não é assim tão fácil. Há cerca de um ano e meio descobri que havia passado numa universidade em outro estado e optei por cursá-la, mas pra isso, eu teria que passar 5 dias da semana sozinha nesse outro local, no mínimo. Demais, né? Sinceramente? No começo não! Seja por que irá estudar ou simplesmente porque quer morar sozinha, existe todo um processo (que eu não segui, rs, mas o importante é que aprendi depois) e vou repassar algumas dicas.



Por onde começar?
Juntando dinheiro! Como no meu caso foi meio urgente (me mudei em novembro de 2012, um dia antes das aulas começarem), não deu muito tempo de juntar dinheiro, até porque eu só comecei a trabalhar em outubro do mesmo ano, mas minha mãe se programou para me ajudar. O problema é que pouca gente vai ter uma mãe que ajude tanto, né? Eu me sinto até um pouco mal de ter que aceitar toda a ajuda dela. Mas enfim, junte dinheiro para comprar fogão, geladeira, microondas, máquina de lavar, móveis em geral, televisão e tudo o que você considerar “básico” em sua casa. No começo, tudo bem ficar sem sofá, DVD, mesa de jantar, etc. É mais comum do que você imagina. As pessoas costumam ir comprando o resto das coisas aos poucos, tem gente que leva mais de um ano pra deixar o seu cantinho do jeito que gostaria. Só recomendo procurar um local depois que tiver dinheiro suficiente pra comprar o básico, tá?



Onde morar?
São várias possibilidades, mas vou supor que você é como eu: não tem muito dinheiro, mas trabalha e quer gastar pouco com aluguel. 
  • Evite procurar apartamentos, casas e quitinetes em bairros “nobres”, o preço é o dobro! E o custo de vida também.
  • Pense sobre “Quero morar completamente sozinha ou com outras pessoas?”, porque dividir aluguel e contas com outros moradores sai bem mais em conta!
  •  Se você quer mesmo morar sozinha, sem precisar dividir nada com alguém, recomendo um quitinete. Que costuma ter um aluguel bem mais barato que um apartamento. É só procurar um bom, com recomendações, e bem localizado.
  • Escolha um local onde tenha supermercado, banco, farmácia e ponto de ônibus por perto, isso faz toda a diferença no dia-a-dia.
  • Pesquise, pesquise e pesquise mais! Dificilmente você vai encontrar um local que te agrade de verdade sem comparar os preços e ver quais valem a pena ou não.
  • Procure um local que atenda suas necessidades, por exemplo, pra quê um apartamento de 3 quartos só pra você?

Escolhido o local, peça ajuda a alguém de confiança (de preferência da sua família) com a documentação e nunca assine nada sem ler antes!



E as contas?
Ai, ai, a pior parte. Conta de luz, de água, da internet e do condomínio (pra quem mora em apartamento) são as mais comuns. Nos primeiros meses, tente sempre ter uma grana extra pra algum imprevisto com essas contas, até você se acostumar. Se vai morar com outras pessoas, estabeleça uma data de dois ou três dias antes do vencimento da conta pra todo mundo pagar sem atrasos, porque imprevistos podem ocorrer e atrasar as contas não cabe no orçamento de ninguém que não seja rico e more sozinho haha. Não tenha medo de cobrar, lembre-se que todo mundo deve ter responsabilidades, mas também não atrase, viu? Programe-se direitinho para suas contas ficarem em dias. Depois de pagá-las, guarde o comprovante dentro da conta e coloque todas num canto só: de preferência numa pasta bem guardada, elas podem ser requisitadas em algum momento dos próximos meses ou anos, cuidado!
Programe sua renda mensal para gastos como alimentação, passagens de ônibus e combustível, se tiver carro ou moto. Você vai querer chorar quando perceber o quanto gastamos com tudo isso por mês L

E agora?

Agora é só fazer a mudança e ser feliz. Mentira, ainda tem os fretes que você vai pagar pra levar suas coisas. Ainda tem o momento de se sentir sozinha por não morar mais com sua família. Ainda tem os vários momentos de saudades. Ainda tem o aprendizado para viver com outras pessoas sem estresse, caso tenha escolhido dividir. Claro que é maravilhoso ter o seu cantinho, mas às vezes bate uma preguiça de fazer a faxina no dia certo ou de cozinhar pra não ter que gastar tanto com almoço...mas mantenha o foco! Lembre-se que você consegue e precisa ter disciplina, já que certamente agora é uma adulta. Com o tempo, fica tudo mais fácil e, finalmente, mais feliz - mas as contas, ahhhh, as contas...essas nunca te deixarão feliz.

Boa sorte!


Gostaram das dicas? Vocês que também já moram sozinhas, têm algo a acrescentar? 


Post feito por: Camila Albuquerque

1 comentários:

  1. Ei Karly... te indiquei pra uma tag lá no blog! Passa lá pra ver: http://www.quasequedezoito.com/2013/08/respondendo-tag-7-coisas-sobre-mim.html

    beeeeeeijo ;**

    ResponderExcluir

Gostou?
Deixe aqui sua opinião, é muito importante pra mim receber esse feedback <3
Mas lembre-se, ofensas nunca são bem vindas, seja legal, o bem sempre volta.